A Santíssima virgem “é legitimamente honrada com o culto essa especial pela igreja. Com efeito, desde remotissimos tempos, a bem – aventurada virgem é venerada sob o título de “mãe de Deus”, sob cuja proteção os fiéis se refugiam suplicantes em todos os perigos e necessidades”. (CF. Cic 971)
 Atualmente não tem sido diferente recorrer a virgem Maria com nossas preces e diante de tantas graças  alcançadas pela reza do santo terço, a equipe de catequese junto com a equipe Pastoral social, decidiu homenage-a-la conforme a tradição da santa madre igreja, coroando-a no último domingo do mês dedicado a ela.
O convite foi feito aos jovens e as crianças da catequese, que com muita alegria abraçaram a ideia de homenagear nossa mãe celestial. O mais interessante e talvez mais bonito que a própria encenação foi a dedicação destes em participar dos ensaios, momentos indescritíveis a nós catequistas.
Ensaiar com esses jovens e crianças é uma forma de evangelizar é de levar esses pequenos ao imaculado coração de Maria, impressionante ver seus olhinhos brilhando ao contarmos da preferência e do amor que Maria tem por crianças e jovens, como bem sabemos que em praticamente todas as suas aparições ela escolheu crianças e adolescentes.
*Coroação de Maria neste domingo 27 de maio, durante as missas da manhã  da noite na Capela Matriz.
Escrito por: João Pedro Roz da Silva – catequista da Capela Santo Alberto Magno e Nossa Senhora das Graças
“Todas as gerações me chamarão bem aventurada” (LC 1,48)…
A Santíssima virgem “é legitimamente honrada com o culto essa especial pela igreja. Com efeito, desde remotissimos tempos, a bem – aventurada virgem é venerada sob o título de “mãe de Deus”, sob cuja proteção os fiéis se refugiam suplicantes em todos os perigos e necessidades”. (CF. Cic 971)
 Atualmente não tem sido diferente recorrer a virgem Maria com nossas preces e diante de tantas graças  alcançadas pela reza do santo terço, a equipe de catequese junto com a equipe Pastoral social, decidiu homenage-a-la conforme a tradição da santa madre igreja, coroando-a no último domingo do mês dedicado a ela.
O convite foi feito aos jovens e as crianças da catequese, que com muita alegria abraçaram a ideia de homenagear nossa mãe celestial. O mais interessante e talvez mais bonito que a própria encenação foi a dedicação destes em participar dos ensaios, momentos indescritíveis a nós catequistas.
Ensaiar com esses jovens e crianças é uma forma de evangelizar é de levar esses pequenos ao imaculado coração de Maria, impressionante ver seus olhinhos brilhando ao contarmos da preferência e do amor que Maria tem por crianças e jovens, como bem sabemos que em praticamente todas as suas aparições ela escolheu crianças e adolescentes.
*Coroação de Maria neste domingo 27 de maio, durante as missas da manhã  da noite na Capela Matriz.
Escrito por: João Pedro Roz da Silva – catequista da Capela Santo Alberto Magno e Nossa Senhora das Graças